quinta-feira, 19 de abril de 2012

[Coluna] Em Outra Língua - Hate List (A Lista Negra)

{"Em Outra Língua" é um meme criado por este blog para fazer resenhas ou comentar sobre lançamentos de livros estrangeiros a princípio apenas às quintas-feiras, mas atualmente em qualquer dia da semana. Todo blog pode participar - saiba mais aqui!}

Este meme está no Into Wonderland como parte integrante do Desafio Literário Meu Primeiro Livro em Outra Língua. Saiba mais aqui.

Título: A Lista Negra
Autora: Jennifer Brown
Editora: Gutenberg (No Brasil)
Gênero: Ficção, Drama
Páginas: 256
"E se você desejasse a morte de uma pessoa e isso acontecesse? E se o assassino fosse alguém que você ama?"
"From the Garvin County Sun-Tribune, May 3, 2008, reporte Angela Dash. 

The scene in Garvin High School cafeteria, known as the Commons, is being described as "grim" by investigators who are working to identify the victims of a shooting spree that erupted Friday morning.[…]The shooting, which began just as students were preparing for their fist class, left at least six students dead and countless others wounded."

A editora Gutenberg vai lançar, agora em abril, o livro A Lista Negra, de Jennifer Brown. Trata-se do relato da adolescente norte-americana Valerie Leftman, que sobrevive a um massacre em sua escola. O assassino: seu namorado, Nick Levil. São seis alunos mortos e um professor, além de inúmeros feridos no atentado ao Garvin High School (Colégio Garvin), e a cidade está em choque; quem é este rapaz e por que ele fez algo tão terrível?

Intercalando notícias do jornal local (Garvin County Sun-Tribune) e o POV de Valerie, Brown nos conduz pelo drama da jovem que, após ser atingida na perna pela arma de seu príncipe encantado, é encurralada por sua família e pela sociedade que a cerca. Qual seu envolvimento com o caso? Ela sabia o que aconteceria? Onde ela estava quando Nick planejou o ataque? Será que previu o que ele faria?

Afinal, o que era a "lista negra"?

Eu li esse livro em inglês, no ano passado. Comprei-o nos Estados Unidos, logo depois do episódio em Realengo, por puro assombro pessoal: como era uma pessoa capaz de realizar tamanha atrocidade? Nada melhor do que um romance para acalmar minha mente! Hate List recebeu prêmios nacionais importantes á época de lançamento, em 2009, como o ALA Best Book for Young Adults e o School Library Best Book of the Year. De fato, a história é sensacional. As dúvidas incessantes, as inseguranças e sentimentos mais profundos da protagonista vêm á tona de forma gradativa; o leitor não sabe bem se gosta dela até meados do livro.

Eu vejo que, quando se trata da morte de jovens, nossa reação espontânea é sanguinolenta: queremos a cabeça do culpado imediatamente. Se ele se matou, procuramos um bode expiatório, ou um herói a quem recorrer. Valerie Leftman é os dois ao mesmo tempo. Apesar de namorada do assassino e suspeita primordial de cumplicidade, é ela que impede a morte de Jessica Campbell, uma das 'populares' que tanto enfernizaram a vida do casal. A obra é uma grande lição de relativismo. Enquanto a raiva borbulhava dentro de mim pelo amor que, mesmo depois de tudo, a jovem ainda sentia por Nick, surgia a compaixão por sua situação, seu trauma.

Não nego que, em alguns momentos, o leitor se sentirá frustrado pela lentidão da narrativa (ainda mais um impaciente, como eu) ou pela aparente obtusidade da protagonista; entretanto, Hate List continua sendo um "must-read" da literatura infanto-juvenil norte-americana. Eu recomendo!

Nível do inglês: Médio

Por Carol Fabiano - Viciada em livros, lê principalmente em inglês e é colaboradora do Into Wonderland. Trará sempre resenhas de títulos em inglês, acompanhe. (:

Nenhum comentário:

Postar um comentário