sexta-feira, 1 de junho de 2012

[Resenha] Beijada por um Anjo - Elizabeth Chandler (Beijada por um Anjo #1)


Beijada por um Anjo
Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito
Gênero: Sobrenatural
Páginas: 247
“O nadador Tristan era o rapaz mais popular da escolha e habitava o imaginário de todas as meninas da cidade. Na verdade, quase todas. Ivy Lyons só queria a companhia dos anjos. Seu preferido desde menina era Tony, o anjo da água, desde que o chamou pela primeira vez ao cair em uma piscina, sem saber nadar.
A água, que era o temor de Ivy e a paixão de Tristan, seria a responsável pela aproximação de suas vidas e os envolveria em uma linda história de amor, companheirismo e confiança.
A paixão envolvente, o companheiro ideal e a crença nos anjos são interrompidos no dia em que Tristan sofre um acidente.
Uma linda história de amor interrompida cedo demais...”
Esse livro foi uma verdadeira surpresa para mim. Quando recebi o quinto da série pela parceria com a Novo Conceito, pensei comigo: “Por que não? Parece ser o tipo de livro que eu gosto, embora ele faça uma coleção considerável de resenhas negativas.”. Com esse pensamento, acabei pedindo o primeiro livro da série, querendo ver por mim mesma se ele merecia ou não a fama que levava. Acabou que ele realmente me surpreendeu. De uma história pela qual eu não dava absolutamente nada, consegui retirar momentos, de fato, muito interessantes e gostosos.

Ivy Lyons teme a água e, em consequência isso, não gosta de nada que faça referência a ela. Desta forma, não consegue entender o porquê de tanto alvoroço em cima do melhor nadador da escola, o superestimado Tristan. Além de detestar o esporte que ele pratica, Ivy não sente interesse algum por ele, embora suas amigas insistam em dizer que o nadador tem uma queda por ela. Acontece que, conforme o tempo vai passando, nossa protagonista começa a perceber que elas talvez tenham razão...

O seu medo se torna o seu maior aliado quando se trata de descobrir que Tristan não é tão mal assim... E que ele pode ser um namorado interessante... Pena que ele morre antes que ela possa sequer dizer “Eu te amo” com todo o seu coração.

Comecei a ler o livro um pouco descrente, mas, gradativamente, fui percebendo que a narrativa é muito gostosa e que, apesar dos pequenos errinhos de revisão que permeiam os livros da Novo Conceito, muita coisa boa pode ser absorvida dessa história. Ela é cativante, envolvente, gostosa e muito fluida. Você começa a ler o livro e, quando percebe, já está folheando as últimas páginas. E isso não se deve apenas ao ritmo agradável e rápido da leitura, mas também ao profundo envolvimento com a história. Você consegue compreender os conflitos internos vividos pela personagem, você sofre junto a ela e sente toda a sua angústia ao perder o seu primeiro amor.

E, juro, eu senti uma vontade quase abrasadora de chorar quando Tristan morreu, mesmo já sabendo que ele morreria. Senti quase que na pele a dor e o desamparo que afligiu a personagem após o acidente, senti a sua descrença surgindo aos poucos conforme ela percebia o que tinha acontecido, que ela não o teria de volta.

Ivy, no começo, é um pouco cabeça dura e dá vontade de gritar com ela para que deixe de ser tão boba. Mas, no fundo, ela é uma boa personagem e só está tentando se proteger como muitas garotas fazem. Ela não é o exemplo de força, determinação ou atitude, mas é, de sua forma particular, uma garota normal, com seus problemas, conflitos e paranoias.

Tristan também é incrível. Sei que com a sinopse da história, ele parece ser aquele garoto metido, popular e cheio de garotas aos seus pés, mas não é bem assim. Ele é um garoto que tenta seguir a sua vida sem chamar mais atenção do que necessário, que busca aquilo que quer e que, com uma boa dose de simplicidade, sabe lidar com a sua fama, que nem é tão grande assim. Não é como se ele fosse algum tipo de figurão da escola, ou que se aproveitasse disso.

Achei uma história bem gostosa, leve e cativante. Aliás, minha nota original seria quatro sachezinhos, já que eu realmente gostei dela. Mas, infelizmente, enquanto relia alguns de meus trechos favoritos, percebi um erro de continuidade ENORME. Não sei bem se foi proposital e, para descobrir, só lendo os próximos volumes da série. Então, por enquanto, darei três sachezinhos e a minha garantia de que este é um livro realmente bom e que merece ser lido, mesmo que muitas de suas resenhas não sejam positivas. Deem a ele ao menos o benefício da dúvida.


Avaliação:
Acabamento do livro: 
História: 
Andamento: 
Desfecho: 


Avaliação Geral:
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário